(11) 3082 9786 – Praça N. Sra. do Brasil, s/nº, Jardim América – São Paulo, SP

Matéria de capa › 02/01/2019

A família é uma bênção!

A família é uma das coisas mais bonitas que Deus fez. Mesmo se em nossos dias ela anda em crise, é destratada e atacada de muitas maneiras, a família continua sendo importante e também desejada! Mesmo aqueles que falam mal ou desprezam a família “tradicional”, querem reinventar a família não conseguem esconder seu “desejo de família”…

Olhando para a Sagrada Família, de Jesus, Maria e José, reconhecemos que o Filho de Deus, feito humano como nós, também quis experimentar a vida em família, o amor humano de mãe e de pai, o aconchego de um lar, a experiência das várias fases da vida, da gestação no ventre de uma mulher, passando pela fragilidade da infância, até à idade adulta.

Maria e José foram o casal que Deus escolheu e destinou para a missão de pais acolhedores de Jesus e para lhe proporcionarem o ambiente de família e os cuidados necessários para sua vida humana. Como Maria e José, todos os casais e pais também recebem missão semelhante, constituindo família e cuidando com amor dos filhos.

A Igreja dedica especial atenção à família, pois reconhece o valor e a importância que ela possui na vida e cada pessoa, em cada fase da vida: na mais tenra infância, na adolescência e juventude, na idade adulta e na velhice. Hoje, de modo especial, a Igreja também conclama a sociedade a dedicar uma renovada atenção à família, pois isso é um bem para a pessoa e para a mesma sociedade. Cuidando bem da família, a sociedade terá um poderoso aliado para cuidar dos cidadãos; uma sociedade que desampara a família terá muitos problemas a resolver!

Na pastoral da família, a Igreja volta sua atenção especial para as “famílias feridas”, por vários motivos: violência, desamparo, divisão, desagregação, desamparo na pobreza, doença, ruptura dos vínculos familiares… O Papa Francisco pede um olhar renovado para as famílias em situação “irregular” diante da Igreja, para que não se sintam desamparadas e abandonadas por ela; por isso, há um esforço grande para acolher e ajudar os casais que experimentaram a separação e tentam constituir uma nova união.

A família possui uma missão própria na formação da pessoa e isso vale também para a dimensão religiosa. A família cristã é uma “pequena Igreja”, chamada a viver num clima de fé, testemunho cristão e prática religiosa, onde os filhos aprendem a viver como filhos de Deus desde cedo. A família tem um papel importante na evangelização e na transmissão da fé e a Igreja valoriza isso de uma forma nova em nossos dias.

Que Deus abençoe todas as famílias e vele com compaixão por todas aquelas que passam por dificuldades! Jesus, Maria e José tenham um lugar em todos os lares e sua companhia seja fonte de bênção e serenidade para todas as famílias!

Cardeal Odilo P. Scherer, Arcebispo de São Paulo

Para o Folheto Povo de Deus em São Paulo, 30 12 2018