QR Code Business Card
Notícias › 22/06/2010

Senado homenageia Rede Vida de Televisão

15anos_rede_vida_2O plenário do Senado Federal homenageou, na tarde desta segunda-feira, 21, a Rede Vida de Televisão pelos seus 15 anos de fundação.  A solenidade foi requerida pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) e aberta pelo presidente dos trabalhos plenários da tarde de hoje, o senador Mão Santa (PSC-PI). O parlamentar destacou que, antes do surgimento da emissora, o Brasil vivia uma situação paradoxal. Segundo ele, o país com o maior número de católicos do mundo, não dispunha de uma rede de televisão compromissada com aquela religião.

“Ao contrário, grande parte da programação oferecida por emissoras brasileiras em nada contribuía para a educação, para a dignidade da pessoa humana, nem para a elevação dos padrões éticos e morais do povo brasileiro. Muitas vezes ficamos chocados com uma programação que privilegia a violência, a pornografia, a criminalidade, contribuindo para deseducar a infância e a juventude e preparar a banalização do crime e de condutas moralmente condenáveis”, afirmou Mão Santa.

Para o senador, sem objetivos éticos, os meios de comunicação social podem se destinar apenas a interesses políticos, ideológicos e econômicos “mesquinhos e egoístas”. Mais do que uma emissora de televisão dedicada aos que professam a fé católica, a Rede Vida, na opinião dele, contribui para a melhoria dos padrões éticos e de qualidade dos programas de TV.

Segundo Arthur Virgílio, a emissora tem uma programação aberta e debate questões importantes e de interesse da coletividade, ligadas a assuntos de economia, política, cultura e esportes. “A Rede Vida de Televisão é uma emissora que se esforça ao máximo para cultivar um canal adequado para a família, elemento essencial para a formação e desenvolvimento da sociedade”, disse o senador, ao justificar o pedido de homenagem.

Na avaliação do senador, os programas noticiosos e de entrevistas, que dividem espaço na grade com transmissões de novenas e missas e de uma variada programação cultural, “vão além de uma mensagem de fé”.

“Nesses 15 anos de transmissões, foram ouvidos políticos de todos os credos, o que demonstra o compromisso com a informação, e não com o proselitismo”, disse o senador, ao observar que “nunca ouviu falar de um candidato da Rede Vida”.

15anos_rede_vida1Virgílio elogiou ainda a capacidade da emissora de se manter fiel ao seu público-alvo ao mesmo em que permite a manifestação aberta das opiniões sobre todos os temas. “Tudo o que precisamos para coroar de êxito a democracia brasileira é de noticiários cada vez mais limpos, isentos, plurais. Vida longa à Rede Vida de Televisão!”.

Participaram da solenidade, o presidente da Rede Vida de Televisão, João Monteiro de Barros Filho; o presidente da diretoria executiva do Instituto Brasileiro de Comunicação Cristão (Inbrac), Marcelo Aparecido Coutinho da Silva; e o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta. A homenagem foi requerida pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM).

A emissora
Controlada pela Organização Monteiro de Barros, a Rede Vida é uma emissora dedicada ao público católico. Suas operações tiveram início em 1995. O canal transmite em sua programação missas e celebrações católicas do país, além de programas jornalísticos nas áreas de cultura, informação e esporte, programas de entretenimento e programas infantis.

Seu sinal é captado por todo o Brasil via satélite, além de ser transmitido por meio de suas afiliadas e das 445 retransmissoras localizadas nos estados. Com sede em São José do Rio Preto (SP), a emissora teve as primeiras transmissões em março de 1995. Mais tarde, passou a operar em parceria com a TV Aparecida, retransmitindo alguns de seus programas, como a Missa de Aparecida. Também tem parceria com o Centro Televisivo Vaticano, transmitindo o Angelus de domingo, realizado na Praça de São Pedro pelo Papa Bento XVI.

Fonte: CNBB com informações e fotos da Agência Senado


Versão para Imprimir