(11) 3082 9786 – Praça N. Sra. do Brasil, s/nº, Jardim América – São Paulo, SP

A Natividade de Maria

A Natividade de Maria

Por São João Damasceno
25/02/2015

“Posto que, a Virgem Mãe de Deus nasceria de Ana, a natureza não se atreveu a se antecipar ao germe da Graça, mas permaneceu sem fruto, até que a Graça produzisse o seu. Era conveniente, pois, que nascesse como primogênita aquela da qual havia de nascer o Primogênito de toda a criatura, em quem subsistem todas as coisas (Col 1, 15-17). Oh! Venturosa companheira a vós está sujeita toda a criação! Por meio de vós, com efeito, ofereceu o Criador o melhor de todos os dons, ou seja: aquela augusta Mãe, a única que foi digna do Criador. Oh! felizes entranhas de Joaquim, da qual saiu uma descendência absolutamente sem mancha! Oh! seio glorioso de Ana, no qual pouco a pouco foi crescendo e se desenvolvendo uma criança completamente pura, e, depois de formada, foi dada à luz!” (Homilia I da Natividade de Maria, 2).

“Oh! casto casal, Joaquim e Ana! Vós, observando a castidade que prescreve a lei natural, fostes agraciados com dons que estão muito acima da natureza, já que colocastes no mundo aquela que, sem obra de varão, foi a Mãe de Deus.”

“Vós, levando uma vida humana, piedosa e santa, tivestes uma filha superior aos anjos e que é agora Senhora dos anjos. Oh! Criança preciosa e cheia de doçura! Oh! Lírio entre espinhos, gerado da nobre e régia estirpe de Davi! Por meio de ti a dignidade real se uniu a do sacerdócio. Por ti a lei foi transformada e se manifestou o espírito que antes estava oculto debaixo da letra, passando a dignidade sacerdotal da tribo de Levi para a de Davi… Bem-aventurados sejam as entranhas e o ventre de onde saíste; bem-aventurados os braços que te sustentaram e os lábios que se alegraram dando-te castos beijos, ou seja, os de teus pais unicamente, de modo que sempre guardarás a perfeita virgindade! Hoje, se iniciou a salvação do mundo. Enaltece o Senhor toda a terra. Cantando, alegrai-vos e entoai salmos. Levantai vossa voz. Levantai vossa voz, exultai de júbilo, não temais, porque hoje nos nasceu, na santa Probática (lar de São Joaquim), a Mãe de Deus, da qual quis nascer o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”

Por São João Damasceno
(c. 676-749) –  monge, teólogo, Pai da Igreja
(Homilia I da Natividade de Maria, 6).