(11) 3082 9786 – Praça N. Sra. do Brasil, s/nº, Jardim América – São Paulo, SP

Artigos › 01/12/2016

4 experiências que você precisa começar a fazer por si mesmo

São muitas as experiências positivas que você pode permitir a si mesmo ao longo de sua existência e, ao mesmo tempo, a capacidade que você tem para realizá-las é fascinante, apostando em seu crescimento pessoal. Definitivamente, são emoções e sentimentos que você pode gerar com simplicidade e que potencializam seu ser a aprender a viver de forma bonita.

Dentro deste âmbito, na hora de tomar responsabilidade sobre nós mesmos para evoluir “positivamente”, é importante se lembrar da importância das necessidades pessoais. Se você não se valoriza, se cuida e apoia a si mesmo, não estará se respeitando e estará sabotando sua essência vital.

Por isso, é necessário lembrar que podemos, sim, nos responsabilizar por nossas próprias necessidades e, ao mesmo tempo, do cuidado por aqueles que nos cercam. Dessa forma você terá mais capacidade de se animar e fazer com que as pessoas gostem de você, sendo livre para experimentar as quatro experiências que todos nós merecemos ter e sentir por nós mesmos. Iremos compartilhá-las a seguir.

“Somente sob uma calma interna o homem foi capaz de descobrir e formar entornos tranquilos”.
– Stephen Gardiner-

Experiências que devem fazer parte de nossas vidas

1.Viver o presente passando tempo com as pessoas apropriadas

O aqui e o agora constituem a magia do presente para permitir que nos sintamos vivos. Nos referimos a sentir o momento com o coração e com sinceridade, deixando de dar tanta atenção à necessidade de planejar constantemente e esperar pelo futuro.

O agora é o único momento garantido para você e que verdadeiramente vale a pena experimentar por si próprio. Nos referimos a aquilo que acontece no momento e que constantemente deixamos passar, sem sermos conscientes disso. Por isso, viva e aproveite o presente com aquelas pessoas que fazem você se sentir mais vivo e mais autêntico.

Junto de pessoas que o acompanham diariamente, dando apoio-lhe e fazendo parte de quem você deseja ser, sem pedir nada em troca. Faça isso com as ferramentas básicas para compreender, mas não se deixe levar por aquelas pessoas que só geram desconfortos emocionais, pessoas com personalidades tóxicas.

2.Valorize o aprendizado positivo que seus erros venham a lhe ensinar e priorize sua própria felicidade

Você é dono da sua própria existência. Cuidar e apoiar a si mesmo é a matéria na qual, em plena era de estados emocionais comuns como a ansiedade e o estresse, precisamos prestar mais atenção. Deixar-nos levar e não atender nossas próprias necessidades nos leva a uma não valorização, a não nos amarmos.

Por isso é normal, em alguns momentos, passarmos por situações ruins. Para superá-las com sucesso precisamos ter à mão as ferramentas básicas que permitam entender a nós mesmos. Fingir ser perfeito também gera situações de ansiedade, que apenas bloqueiam e nos impedem de sermos nós mesmos.

Comecemos, então, a pensar que os erros são um presente, já que constituem as pedras dos degraus do progresso. Errar em algum momento indica que estamos no caminho, nos esforçando e tentando alcançar o que queremos sem nos rendermos. Proponha a si mesmo correr riscos, atreva-se a sair da sua zona de conforto, e se você cair, não deixe de se levantar e tentar novamente. Pode ser que um desses erros seja o caminho que leva ao seu maior sucesso.

3.Seja honesto consigo mesmo, enfrentando seus problemas com humildade

Quando falamos de honestidade, nos referimos àquela capacidade que nos permite perceber o que é errado, o que não é e o que pode ser mudado. Seja honesto com aquilo que você deseja, com quem você pretende ser e com quem você foi no passado, tirando disso o aprendizado que lhe permite evoluir positivamente.

Mentir para si mesmo também é uma falta de respeito. Você já sabe que a pessoa que sempre vai estar ao seu lado é você mesmo, aceite isso. Além disso, se você se permitir ser aberto consigo mesmo, será capaz de se conhecer melhor e será mais fácil impedir que seus problemas lhe façam muito mal.

Costumamos nos queixar diariamente das coisas que não acontecem como gostaríamos que acontecessem, nos esquecendo do grande detalhe de que os problemas não desaparecem a menos que tomemos alguma ação. Se me permite dar-lhe um grande conselho “Faça o que puder, quando puder e reconheça o que você mesmo fez”. Dê pequenos passos na direção que você acredita ser a correta, ainda que precise de um pequeno retrocesso para tomar impulso.

4. Comece a ser você mesmo e seja mais amável consigo mesmo

A forma como você trata e ama a si mesmo estabelece um certo nível para aqueles que estão ao seu redor. O amor por si mesmo, permitindo-se ser quem você verdadeiramente é, em essência, precisa começar a partir de você. Não espere isso de ninguém.

Fingir ser como os demais querem que você seja ou tentar satisfazer todas as necessidades das outras pessoas só irá fazê-lo perder o “ser” que você mesmo é. Não se afaste da sua essência e abrace a si mesmo, seja sincero e sempre coloque todo o seu coração naquilo que faz.

“A tranquilidade perfeita consiste em uma boa ordem da mente, em seu próprio reino”.
-Marco Aurélio-

Por A Mente é Maravilhosa via Aleteia